startups

Startups: precisam registrar marca?

Startups são conhecidas como empresas que surgem através de um ideal, um objetivo que é estabelecido no início de suas atividades e na maior parte das vezes, que ainda passa por um processo de estabilização e desenvolvimento.

Mesmo que ainda esteja no início do projeto ou ideia, é preciso que seja realizado o registro de marca para startups e nesse artigo, vamos explicar o porquê.

Registro de marca para startups

Empresas que surgem a partir de um minimum viable product (MVB), precisam se preocupar com diferentes necessidades e atividades ao longo do processo de criação como, por exemplo, conquistar a atenção e o interesse de investidores, definir entre aceleradora ou incubadora e ainda, com o desenvolvimento do produto ou serviço.

No entanto, são poucos os modelos de negócios que lembram de se preocupar com o registro de marca ou patente e por isso, correm um sério risco de terem as suas ideias e projetos roubados ou mesmo, copiados.

Para que isso não aconteça com uma empresa, é preciso buscar o registro de marca.

Saiba que além de um site bem feito até mesmo otimizado para SEO ou uma excelente apresentação, possuir o registro de marca também pode ajudar a conquistar excelentes investidores.

O registro de marca seja para um startup ou não, é uma forma de garantir que o projeto, ideia ou marca, não serão roubados ou mesmo copiados por uma outra pessoa.

Através desse procedimento toda a divulgação e desenvolvimento de identidade visual e outros procedimentos, terão os direitos exclusivos de forma única para a empresa que registrou e possui os documentos necessários para comprovar a realização desse procedimento.

Especialmente pelo fato de que o dono ou responsáveis por uma startup irão apresentar o seu novo modelo de negócio para uma certa quantidade de pessoas, é importante que o projeto possa ser exposto inclusive para possíveis investidores, com a certeza de que está protegido diante de todos os direitos legais.

A marca em si necessita do registro de marca e dependendo do que está sendo desenvolvido, seja um projeto para um programa de computador, patente ou mesmo outros, é necessário que o registro seja obtido junto ao INPI.

Separamos abaixo quais são alguns dos principais benefícios em obter o registro de marca:

  • Atrair a atenção e interesse de potenciais investidores;
  • Conquistar mais clientes;
  • Identidade visual única;
  • Segurança para a realização de suas atividades;
  • Proteger os principais ativos.

Seja uma empresa ou startup que possua o seu registro de marca, poderá ter a certeza de divulgar a sua marca sem correr nenhum tipo de risco com a sua empresa.

Dessa forma o fundador da startup estará protegendo o seu patrimônio de forma completa, garantindo a exclusividade do nome da marca e ainda do produto ou serviço que será comercializado. Saiba neste artigo quanto custa registrar uma marca.

Como é feito o registro da marca

Um dos pontos mais importantes para conseguir obter o registro de marca é contar com o auxílio de uma empresa, que já tenha o conhecimento e experiência nesse segmento para consegui indicar, qual o melhor caminho para conseguir o registro de marca.

É importante o acompanhamento de uma empresa especializada uma vez que, vários documentos podem ser solicitados e ainda, é um processo que pode demorar para ser finalizado.

Sabendo que uma empresa especializada está cuidando de todo o procedimento, o empreendedor consegue trabalhar de uma forma mais tranquila e principalmente, sabendo que uma empresa qualificada e confiável está cuidando de algo que será importante para o seu negócio, conseguindo focar em outras ações.

O empreendedor que deseja obter o seu registro de marca, deverá procurar o INPI – Instituto Nacional de Propriedade Industrial, que é o órgão responsável por proporcionas às empresas, os registros e patentes que são solicitados.